image          

Malhação incentivará ideologia de gênero e bispo alerta para ‘espírito diabólico’ da Globo

Crédito/fonte: Site Gospel / Notícias Gospel - Data: 17 de outubro de 2017


image

A novela Malhação, da TV Globo, deverá voltar a fazer apologia à ideologia de gênero na atual temporada. O assunto voltou à tona com a publicação de uma foto do ator Marcello Antony junto aos colegas de elenco que interpretam estudantes, todos vestidos de saia.

A imagem, publicada no dia 11 de outubro, transformou as redes sociais em um campo de críticas severas à emissora, que já é vista pela população como a patrona da militância LGBT e da imposição ideológica “progressista”. O episódio com os estudantes de saia deverá fazer alusão a um caso semelhante registrado em uma escola do Rio de Janeiro.

Marcello Antony não deu muitos detalhes na imagem que publicou, apenas confirmando que tratava-se de uma cena para Malhação: “#AmoMeuTrabalho”. Na novela, ele interpreta um proprietário de uma escola particular localizada em uma área nobre da capital paulista.

Uma semana antes da publicação dessa foto, a Malhação já havia exibido uma cena de um beijaço gay, com alunos de uma escola pública interagindo com estudantes da escola particular, para “detonar com todo preconceito e qualquer tipo de discriminação”, de acordo com informações do portal Uol.

Na cena, os alunos fazem uma balada e os participantes são incentivados a beijarem uns aos outros: “A ideia dessa balada é mostrar que somos muito diferentes, mas também temos muitas coisas em comum. A gente vai detonar todo preconceito e toda discriminação”, declarou a personagem Lica (Manoela Aliperti).

Reprovação

Nas redes sociais, diversos internautas comentaram de forma crítica a abordagem da Globo: “A eterna vontade da GloboLixo doutrinar as crianças e adolescente desse país. Não quero e não vou entrar nessa ‘luta’ hétero x homo, mas vou dizer que não concordo com essa nova onda de tentar ‘doutrinar’ a todos a serem homossexuais. Está havendo uma forçação de barra. E a senhora Globo faz isso”, disse uma internauta.

Em agosto deste ano, a psicóloga Marisa Lobo usou sua coluna no Gospel+ para alertar sobre o ativismo de Malhação: “Resolvi assistir [um episódio] inteiro e fiquei abismada com a doutrinação feminista, esquerdista, e como essa MALHAÇÃO – Viva a Diferença está colocando filhos contra pais em todos seus diálogos”, afirmou.

“Uma libertinagem sem igual. Nunca vi um nível tão baixo de um programa juvenil. Percebo uma ORQUESTRAÇÃO com a EDUCAÇÃO ativista política da atualidade. Um desserviço à sociedade”, salientou.

Diabólico

O empenho da TV Globo em impor a visão de mundo “progressista” à sociedade brasileira, com mais de 80% de cristãos, levou o bispo da Diocese de Apucarana (PR), dom Celso Antônio Marchior, a incentivar que os católicos se unam aos evangélicos em um boicote para derrotar “o espírito diabólico” que a emissora propaga.

“Nós, católicos, não deveríamos mais assistir nenhuma novela da Rede Globo. Aliás, nós, católicos, não deveríamos assistir mais a Rede Globo, porque a Rede Globo é um demônio dentro das nossas casas”, declarou o bispo.

O áudio do sermão vem sendo compartilhado pelo WhatsApp, e é possível ouvir os fiéis que acompanhavam a pregação aplaudindo a proposta de dom Celso. “Cuidado, pois a Palavra de Deus diz na II carta de Paulo aos Coríntios que o diabo tem poder de se transformar em um anjo de luz para enganar, se possível, até os eleitos”, alertou.

“A Rede Globo é uma rede manipuladora que está nos conduzindo para o abismo, para a destruição”, acrescentou o sacerdote católico, que vem conduzindo diálogos com pastores assembleianos para que a campanha de boicote à emissora seja maciça e abranja todos os fiéis das duas tradições cristãs. Ouça:





Cristãos estão acuados pelo “politicamente correto” e esquecendo de pregar o Evangelho, alerta pastor

Crédito/fonte: Site Gospel / Notícias Gospel - Data: 12 de outubro de 2017


image

É tempo de anunciar Cristo, sem meias palavras e sem atitudes que comprometam o Evangelho. Esse foi o recado do pastor Francis Chan durante sua pregação na conferência “Awaken The Dawn”, realizada no último sábado, 07 de outubro.

O evento – que pode ter o título traduzido para “despertar ao alvorecer” – reuniu dezenas de milhares de cristãos de todos os estados dos EUA em Washington, DC, e o pastor encorajou os fiéis a estarem dispostos a moldar suas vidas para servir a Cristo e a não deixar de ser ousado ou negociar valores por medo de soar “politicamente incorreto”.

“O que beneficia um homem se ele ganhar o mundo inteiro e perder a sua própria alma?”, questionou, parafraseando Jesus na passagem de Marcos 8:36. “Eu te prometo, se você tentar salvar sua vida, você vai perdê-la, mas você não vai se arrepender”, acrescentou.

De acordo com informações do portal The Christian Post, Francis Chan está à frente de um ministério de igrejas domésticas na região metropolitana de São Francisco, a cidade símbolo do ativismo gay nos Estados Unidos. O movimento chamado We Are Church (“Nós somos a Igreja”) tem crescido e levado o pastor a observar a necessidade de expor o Evangelho às pessoas.

“Vivemos num tempo em que os cristãos estão começando a mudar sua teologia porque estão envergonhados das palavras de Jesus Cristo, simplesmente porque elas não não são mais ‘populares’. Nós podemos ocupar nossas vidas com coisas boas que não são as coisas mais importantes, e eu sinto que há uma evasão no cristianismo de hoje”, observou.

O contexto do alerta de Chan é que existem muitos cristãos se envolvendo em causas nobres e politicamente corretas, como cuidar dos pobres, lutar contra o tráfico humano e combater o racismo, mas esquecendo do “Ide”. “Mas só percebo que ao mesmo tempo, há muito poucas pessoas que realmente pregam o Evangelho. E eu acho que sei por quê”, provocou.

“Eu nunca fui perseguido por alimentar os pobres. Sou aplaudido por isso. Ninguém nunca me perseguiu por minha luta contra o tráfico de seres humanos. Eles me aplaudem por isso. Ninguém se irrita comigo porque eu busco a unidade da Igreja, a reconciliação racial ou mesmo reconciliação entre denominações”, salientou.

No entanto, o pastor também destacou que “a perseguição vem quando o cristão compartilha as verdades fundamentais do Evangelho que não são politicamente corretas”, e que é justamente isso que faz com que as igrejas e os próprios fiéis deixem de anunciar o Evangelho puro e simples.

“Quando eu digo às pessoas que elas são, por natureza, um alvo da ira, e que devem ficar diante do Deus Santo e que não há um nome sob o céu pelo qual você pode ser salvo, exceto pelo nome de Jesus Cristo… E quando eu alerto sobre o pecado, pelo o que ele realmente é citado nas Escrituras, aí sim eu sou perseguido”, afirmou. “E há momentos em que eu terei vergonha do Evangelho. Eu vou me encolher e não vou dizer tudo o que Deus me chama para dizer”, adicionou, fazendo um exercício de autocrítica que pode ser aplicado a qualquer cristão.

Todas as ações sociais são nobres e contam com a simpatia de todos, segundo o pastor, incluindo ele próprio. Porém, Chan fez um voto público, dizendo-se disposto a “destruir sua reputação” diante da sociedade contemporânea, pelo bem da divulgação da verdade bíblica.

“Eu vou abdicar da minha vida, perderei a minha reputação, e minha posição moral em uma cidade como São Francisco, mas eu não quero mais ter vergonha de Jesus e Suas Palavras, porque eu não quero que Ele se envergonhe de mim quando Ele voltar. Tudo o que eu quero fazer esta noite é apenas pedir a vocês que se consagrem totalmente a Jesus”, convidou.

Ao final, incentivou o estudo da Bíblia Sagrada cotidianamente: “É hora de nos confrontarmos novamente, como o apóstolo Paulo, que escreveu sobre sua ‘angústia’ por aqueles que ainda não conheciam a Jesus. Eu sei que não é divertido. Mas se nós vamos abdicar de nossas nossas vidas, a Bíblia diz que quando você fizer isso, aí é quando você vai encontrá-la”.





PUBLICIDADE CB NEWS

image

Previsão de Tempo CPTEC/INPE

Parceiros Correio Bragantino News

Click aqui !!!
Rádio Ajuruteua transmitindo sua programação musical com qualidade sonora de 96 kbps AAC+. Click no banner e acesse o site da emissora

Crônicas & Opiniões

image
image
image
image
image
image
Click nos links para ler as crônicas

Sites de Rádios e Serviços Regionais

- Emissoras de Rádios AM e FM e serviços de Som da cidade de Bragança-Pará