image          

Convidado por Trump, presidente Macron visitará EUA no final de abril

Crédito/fonte: Da Agência EFE / Agência Brasil de Notícias - Data: 08 de fevereiro de 2018


image

O presidente da França, Emmanuel Macron, fará uma viagem oficial aos Estados Unidos no final de abril, em resposta ao convite do seu homólogo americano, Donald Trump, o que lhe transformará no primeiro dirigente europeu a fazer uma visita de Estado ao atual morador da Casa Branca. A informação é da Agência EFE.

A informação foi confirmada à emissora de televisão BFMTV pelo ministro de Relações Exteriores francês, Jean-Yves Le Drian, que não deu uma data exata para a viagem.

Trump convidou Macron a Washington no último mês de janeiro, após ter sido recebido pelo presidente francês em Paris em 14 de julho, Dia da Bastilha.

Após ter assistido ao tradicional desfile militar na Avenida Champs-Élysées, o presidente dos Estados Unidos expressou sua intenção de fazer algo similar em seu país, segundo confirmou na terça-feira passada a Casa Branca.

Macron e Trump mantêm desacordos sobre diversos temas, como a mudança climática, o acordo sobre armas nucleares com o Irã e a decisão de Washington de transferir sua embaixada em Israel para Jerusalém.





Foguete mais potente do mundo inicia seu primeiro voo nos EUA

Crédito/fonte: Da Agência EFE / Agência Brasil de Notícias - Data: 07 de fevereiro de 2018


image

O gigantesco foguete Falcon Heavy (Falcão Pesado), da empresa privada SpaceX, iniciou nesta sexta-feira (6) no Centro Espacial John F. Kennedy em Cabo Canaveral, na Flórida, nos Estados Unidos, o seu primeiro voo, no qual colocará no espaço um automóvel elétrico Tesla. A informação é da EFE.

O foguete, de 70 metros de altura e com capacidade para transportar mais de 66 toneladas, decolou às 15h45 locais (18h45 em Brasília) da plataforma LC-39A do centro da Nasa em Cabo Canaveral, a mesma de onde partiram os foguetes das missões Apolo com destino à Lua entre os anos de 1961 e 1972.

O dono da Space X é o magnata, inventor e empreendedor Elon Musk, co-fundador e CEO da montadora de veículos elétricos Tesla Inc., dos EUA.





Em resposta a Trump, May diz que tem "orgulho" do sistema de saúde britânico

Crédito/fonte: Da Agência EFE / Agência Brasil de Notícias - Data: 06 de fevereiro de 2018


image

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, disse que sente "orgulho" do sistema público de saúde gratuito no Reino Unido, o National Health Service (NHS na sigla em inglês), revelou nesta segunda-feira (5) um porta-voz do governo britânico em resposta às recentes mensagens de Twitter do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. A informação é da EFE.

O presidente americano se envolveu em uma nova polêmica com o Reino Unido ao criticar no Twitter o sistema público de saúde do país e enfatizar que “milhares de cidadãos britânicos protestam" preocupados com o estado do NHS. A mensagem, na realidade, estava dirigida ao Partido Democrata americano, que faz campanha nos EUA por um sistema de saúde universal similar ao existente no Reino Unido.

O ministro da Saúde britânico, Jeremy Hunt, reagiu aos comentários de Trump com uma mensagem na mesma rede social: "O NHS pode enfrentar desafios, mas tenho orgulho de ser de um país que inventou a cobertura (médica) universal, onde todos recebem cuidados de saúde, independentemente do tamanho de sua conta bancária".

Um porta-voz do Executivo de May indicou que, "certamente", Hunt "fala em nome do governo sobre o assunto".

"A primeira-ministra sente orgulho de ter um NHS que é gratuito", afirmou a fonte, que também lembrou que o financiamento do serviço se encontra atualmente em um "recorde máximo" e que "recebeu prioridade no orçamento geral, com uma verba extraordinária de 2,8 bilhões de libras (3,161 bilhões de euros)".

O porta-voz indicou que, na pesquisa mais recente do Fundo Internacional do Commonwealth, o NHS foi escolhido "o melhor do mundo, pela segunda vez".

O líder opositor do Partido Trabalhista britânico, Jeremy Corbyn, também criticou os comentários de Trump e considerou que o presidente americano está "errado". Corbyn esclareceu que a manifestação do último fim de semana para exigir mais financiamento do governo britânico ao sistema público de saúde não estava voltada contra o modelo gratuito, mas contra o que "os 'tories' (conservadores) estão fazendo com o NHS".





Israel começa processo para deportar milhares de africanos

Crédito/fonte: Da Agência EFE / Agência Brasil de Notícias - Data: 05 de fevereiro de 2018


image

O governo israelense começou a entregar neste domingo (4) cartas a imigrantes do Sudão e da Eritreia residentes em Israel ordenando que deixem o país em um prazo de 60 dias com um apoio financeiro de US$ 3.500 e o pagamento de uma passagem de avião, informou a imprensa local.

Esse é o primeiro passo do novo plano aprovado em janeiro pelo governo, que afeta entre 35 mil e 40 mil imigrantes, e estabelece que a maioria terá que ir embora para um terceiro país ou ser presa por tempo indefinido a partir de abril.

Os residentes africanos receberão as cartas quando comparecerem à Autoridade de População, Imigração e Fronteiras para renovar as permissões de residência.

Estas serão entregues em um primeiro momento a cerca de 20 mil homens sudaneses e eritreus sem crianças sob sua responsabilidade, informou o jornal Haaretz.

A maioria dos imigrantes africanos entrou clandestinamente no país pela fronteira egípcia do Sinai antes que o governo israelense construísse um muro que agora separa ambos territórios. As informações são da agência de notícias EFE.

Segundo a Organização Não Governamental (ONG) Hotline para Refugiados e Migrantes, cerca de 12 mil pessoas solicitaram refúgio ao chegar ao país (cifra contabilizada desde 2013), mas 7 mil solicitações foram negadas, apenas 11 foram aprovadas e as demais ainda estão sendo processadas.

"Desconhecemos exatamente o número de pessoas que o governo quer deportar", declarou à Agência EFE Reut Mijaeli, diretora da ONG.

Atualmente, 37 mil eritreus e sudaneses residem em Israel, segundo Mijaeli. Ela explicou que "por enquanto, as famílias, as pessoas com vulnerabilidade, os menores de idade e os idosos ficam excluídos do plano, mas isto poderia mudar no futuro".

Dezenas de imigrantes reclusos em um centro de detenção em Holot, no sul do país, já receberam cartas com ordens para abandonar Israel, acrescentou a diretora da ONG.

Possibilidade de prisão é real

Cerca de 60 eritreus internados nesse centro receberam nas últimas semanas uma carta em hebreu intitulada "Nota informativa para o infiltrado que vai embora a um terceiro país seguro", onde lhes é apresentada a opção de voltar ao seu país ou viajar a Ruanda se não quiserem ser presos indefinidamente, afirmou o jornal Haaretz.

A nova política do governo para imigrantes africanos foi condenada publicamente por coletivos de rabinos, escritores, acadêmicos, médicos e sobreviventes do Holocausto, que enviaram cartas às autoridades israelenses solicitando sua anulação, e por pilotos que assinalaram que se negam a pilotar os aviões nos quais serão deportados os africanos.

Na sexta-feira passada, um grupo de acadêmicos especializados em direito internacional declarou em um documento que o plano do governo viola as leis internacionais de direitos humanos, a jurisdição internacional sobre o estatuto do refugiado e o princípio de não devolução, e pediram à procuradoria que se oponha a ele, informou hoje o site Ynet.





PUBLICIDADE CB NEWS

image

Previsão de Tempo CPTEC/INPE

Parceiros Correio Bragantino News

Click aqui !!!
Rádio Ajuruteua transmitindo sua programação musical com qualidade sonora de 96 kbps AAC+. Click no banner e acesse o site da emissora

Crônicas & Opiniões

image
image
image
image
image
image
Click nos links para ler as crônicas

Sites de Rádios e Serviços Regionais

- Emissoras de Rádios AM e FM e serviços de Som da cidade de Bragança-Pará