image          

Redação do Enem PPL 2018 aborda formas de organização econômica

Crédito/fonte: Por Timoteo Lopes / Agência Pará de Notícias - Data: 13 de dezembro de 2018


image

Começaram nesta terça-feira, 11, em todo o Brasil, as provas do Enem Para Pessoas Privadas de Liberdade (PPL) 2018. No primeiro dia do exame foram aplicadas as provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; Ciências Humanas e suas Tecnologias e Redação, que esse ano teve como tema “Formas de Organização da Sociedade para o Enfrentamento dos Problemas Econômicos do Brasil”.

No segundo dia foram aplicadas as provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias. As provas tiveram duração de cinco horas e 30 minutos no primeiro dia e cinco horas no segundo dia.

Em 2018, a Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe) inscreveu 1.007 internos para o Enem PPL, incluindo presos das unidades da Região Metropolitana de Belém e do interior, além de egressos da Fábrica Esperança.

Mais de 300 presos foram inscritos no exame foram da capital paraense. As provas do Enem PPL 2018 foram realizadas em 44 casas penais de todo o estado. De acordo com balanço final da Coordenadoria de Educação Prisional da Susipe, 608 detentos realizaram a prova no primeiro dia e 562 no segundo dia.

“Apesar do grande número de faltosos, nós avaliamos esse Enem de forma positiva, mais de 50% dos inscritos realizaram as provas. É muito gratificante, por que sabemos das dificuldades do sistema penal e muitos internos já saíram para o indulto de natal ou receberam alvará de soltura, mas o Enem é uma porta de entrada para o ensino superior, o que nos ajuda a aumentar o número de encarcerados que estão em uma universidade. Atualmente a Susipe tem 37 presos universitários”, informa Guilhermina Castro, que é gerente de ensino acadêmico da Susipe.

Os candidatos do Enem PPL poderão utilizar o desempenho no exame como mecanismo único, alternativo ou complementar para acesso à educação superior ou poderão utilizar os resultados individuais no exame para auto-avaliarão de conhecimentos.

Este é o caso, por exemplo, de Rosangela Augusta, que é interna no Centro de Recuperação Feminino (CRF) de Ananindeua. “Eu estou fazendo a prova para ganhar experiência, terminei o ensino médio em 2009 e fiquei um tempo sem estudar, mas a prova deste ano foi muito boa, ajudou a relembrar o conteúdo que estudei no ensino médio. O tema da redação também foi bom, abordou economia, justamente no momento em que o Brasil vive uma recessão, muita gente está desempregada e precisa de alternativas para ganhar a vida”.

Já André Luiz Brazão, que é detento do regime fechado, no Centro de Recuperação Agrícola Sílvio Hall de Moura, em Santarém, informa que se tirar uma boa nota pretende cursar Administração. “Estudo é tudo hoje em dia, e eu estou correndo atrás dos meus estudos, se caso eu tiver uma nota boa quero estudar administração, quero ter a chance de um novo começo na vida, faltam dois anos para terminar a minha pena e com estudo as portas do mercado de trabalho vão se abrir para mim. A casa penal de Santarém está oferecendo muitas oportunidades para quem quer estudar e eu só tenho a agradecer”.

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 41.044 candidatos presos em 1.436 unidades prisionais ou jovens sob medida socioeducativa estão inscritos no exame em todo o país. Assim como no Enem regular, são aplicadas quatro provas objetivas, cada uma com 45 questões de múltipla escolha e uma redação em língua portuguesa.

Ainda segundo o Inep, o responsável pedagógico de cada unidade prisional poderá acessar os resultados obtidos pelos participantes e também poderá pleitear sua participação no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e em outros programas de acesso ao ensino superior.





PUBLICIDADE CB NEWS

image

Previsão de Tempo CPTEC/INPE

Parceiros Correio Bragantino News

Click aqui !!!
Rádio Ajuruteua transmitindo sua programação musical com qualidade sonora de 96 kbps AAC+. Click no banner e acesse o site da emissora

Crônicas & Opiniões

image
image
image
image
image
image
Click nos links para ler as crônicas

Sites de Rádios e Serviços Regionais

- Emissoras de Rádios AM e FM e serviços de Som da cidade de Bragança-Pará